PROFESSOR JORGE NUNES DA SILVA

...um novo olhar sobre a vida.

SOBRE O PROFESSOR JORGE

Eu sou Jorge Nunes da Silva, carioca e moro em São Paulo.
Tive uma infância difícil, minha mãe era empregada doméstica em Copacabana , Rio de Janeiro, dormia no emprego e eu e meus irmãos ficávamos a semana inteira na creche da comunidade. Permaneci na creche até os 10 anos de idade e já na escola conheci um amigo que trabalhava no Flamengo como pegador de bola (no tênis) e me apresentou para este trabalho.

Foi neste momento que descobri o tênis, foi amor à primeira vista. Com o dinheiro que ganhava como pegador ajudava minha mãe a manter a casa. Usava tábuas para simular raquetes e batia bolas no paredão, muitas vezes saindo com as mãos machucadas. Neste momento soube que ia ser professor de tênis, comentava isso e todos riam de mim, eu poderia ter me juntado ao tráfico, ter sido um drogado mas trabalhei muito me dedicando à minha meta
Por muitos motivos tive que ficar afastado do meu sonho ficando sem opção no tênis por dificuldade de deslocamento, por causa da escola, por trabalhar em outros lugares como ABB e Clube Militar, que não podiam ter acesso às quadras, mas eu nunca desisti.

De volta as quadras, me tornei rebatedor, entrei na equipe de competição do clube Flamengo e chegou a hora de decidir se investiria como profissional ou professor. Optei então por dar aulas pois o investimento era menor , e comecei aos 16 anos de idade trabalhar no maior centro de treinamento do Brasil, a escola de tênis Carlos Alberto Kimayr com crianças de 5 a 10 anos, durante um ano essa parceria foi muito importante na minha carreira.

Em 1991 Início de uma grande parceria com José Rodrigues onde foi um divisor de água na minha vida , pois foi a melhor fase de aprendizado na minha carreira como trinador de tênis , o sucesso desta parceria foi tão grande no Alfa Barra Clube que chamou a atenção de um dos maiores clubes do Rio de Janeiro, o Marina Barra Clube onde me tornei coordenador da escolinha de tênis e todas as criança passava pela minha mão até chegar na equipe de competição. 2001 José Rodrigues foi número um do mundo veterano na categoria 50/55 anos.

Hoje coordeno o projeto Master Kids onde todas as crianças passam pelas minhas mãos até chegarem na equipe de treinamento. A idéia deste projeto surgiu há muito tempo pois me espelhava nas crianças carentes que podiam se perder para o crime e para as drogas. Em outubro de 2011 nasceu o projeto Caminho da Vitória na Periferia de São Paulo, zona leste, trabalhando com crianças da igreja e posteriormente migramos para a escola da família no Jardim Helena na comunidade do Jardim Pantanal e hoje estamos atendendo também na Cidade Tiradentes em pareceria com a Escola da Família, onde há o maior reduto de crianças com poucas oportunidades de vida.
Para participar devem estar matriculados e frequentar as aulas.

Com muito tabalho voluntário o projeto Caminho da Vitória conta com a participação de 50 crianças, os encontros são semanais e é ensinado além de técnicas de tênis, trabalho em equipe, controle emocional, concentração, disciplina, respeito ao próximo e cidadania.

Desde de 2011 anualmente são realizados dois eventos: Dia das Crianças e Natal. A participação nesses eventos é grande e normalmente são atendidas cerca de cento e vinte crianças. Arrecadamos alimentos, brinquedos e ano passado fizemos apadrinhamento e distribuímos calçados, roupas e brinquedos.

Acredito que o projeto Caminho da Vitória não se limita somente ao ensino de uma prática esportiva, mas principalmente a uma nova perspectiva e um novo olhar sobre a vida. Assim como aconteceu comigo, sei que por meio desse projeto muitas crianças serão alcançadas e consequentemente farão uma nova história.